O que precisa de saber antes de optar por um branqueamento dentário

  O branqueamento dentário resulta de uma reação química que acontece entre o gel branqueador e a estrutura interna dentária (dentina), sem lesar ou desgastar o dente.

 

  Existem dois tipos de branqueamento dentário

  1.  Branqueamento Externo, que pode ser feito de duas formas:

 

  • Em casa (ambulatório): através da utilização de uma moldeira ou goteira confecionada no consultório à medida da boca do paciente. Esta moldeira serve para reter e transportar o gel branqueador até aos dentes. A moldeira pode ser usada durante a noite ou durante algumas horas ao longo do dia, todos os dias ou em dias alternados. Este é o método de eleição pelo conforto e menor sensibilidade causada.

 Na clínica: onde é colocado um gel com maior concentração do agente branqueador diretamente sobre a superfície dentária que é depois ativado (com recurso a calor, um laser, luz LED ou luz ultravioleta). A quantidade de sessões necessárias pode variar de pessoa para pessoa;

 

  As duas técnicas podem ser complementares dependendo de cada caso clínico. É fundamental ter em atenção que ambas as técnicas exigem acompanhamento profissional por um Médico Dentista, pois podem originar danos irreversíveis, tais como queimaduras na gengiva e mucosa adjacente ou hipersensibilidade extrema.

 

  1. Branqueamento interno:

 

  • Está indicado para aqueles dentes individuais que escureceram, ou na sequência de um tratamento endodôntico ou porque sofreram necrose por trauma ou infeção. Só é possível efetuar em dentes desvitalizados. O tratamento consiste em branquear o dente desde o seu interior e é geralmente realizado em duas sessões. Na primeira sessão o dente é aberto por trás, os canais radiculares são selados (endodontia) e é aplicado o agente branqueador que se deixa dentro do dente. Uma semana depois é feita a segunda consulta onde o dente é reavaliado para decidir se é necessária nova sessão de branqueamento ou se a cor alcançada é satisfatória e, neste caso, o dente é encerrado definitivamente.

 

 

 Quem pode efetuar um branqueamento dentário?

Existem algumas situações em que não é aconselhável a realização de um branqueamento dentário e por esse motivo é muito importante que antes de se submeter a este tratamento seja avaliado por um dos nossos profissionais. Antes de avançar para o tratamento deve ainda fazer sempre uma destartarização com ultra-sons e polimento dentário (para remoção do pigmento extrínseco), bem como uma aplicação tópica de flúor.

Algumas situações podem contra-indicar um branqueamento dentário, entre as quais:

 

  • Dentes com muita sensibilidade;

  • Gengiva retraída;

  • Presença de cáries;

  • Doença periodontal ativa;

  • Dentes com grandes restaurações;

  • Dentes muito escuros/acinzentados;

  • Mulheres grávidas e crianças.

 

No entanto, a maioria das contra-indicações não são absolutas e podem ser minimizadas por profissionais especializados, permitindo-lhe obter um sorriso mais branco.

Partilhar no Facebook
Please reload

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White YouTube Icon
  • White LinkedIn Icon

© GanhaSorriso - Serviços Médicos, Lda