Auto Exame da cavidade oral

A prevenção é sempre o melhor remédio! Se não evita o aparecimento de lesões orais, pode, no entanto, melhorar em muito o seu prognóstico.

O auto exame da boca é um método bastante simples, rápido e eficaz no diagnóstico precoce de lesões que podem preceder ao cancro oral.

O cancro oral tem vindo a aumentar, ocupando, atualmente, o 6º lugar na lista dos 10 cancros mais comuns. Apresenta taxas de mortalidade elevadas, muito por causa do seu diagnóstico tardio/ estádios avançados da doença.

Existem, contudo, lesões que surgem na boca e para as quais devemos estar atentos, como:

  1. Mudanças na cor da pele e mucosas (manchas brancas e/ou vermelhas)

  2. Partes endurecidas

  3. Caroços

  4. Feridas que não cicatrizam em 2 semanas

  5. Inchaços/ edemas

  6. Áreas dormentes

  7. Dificuldades em engolir, falar ou mastigar

  8. Úlceras

Este exame pode e deve ser realizado, periodicamente, pelo próprio, num local bem iluminado e em frente ao espelho.

 

 

- Deve começar por lavar bem a boca e remover próteses dentárias, se for o caso;

- Na frente do espelho, observe o rosto e o pescoço. Veja se encontra algum sinal/ mancha que nunca tenha notado anteriormente. Deve fazer palpação suave com as pontas dos dedos por toda a região da face e pescoço;

- De seguida puxe o lábio inferior para baixo, palpe todo o lábio;

- Repita o passo anterior para o lábio superior;

- Com a ponta do dedo indicador, afaste a bochecha para examinar a parte interna da mesma (repita nos 2 lados);

- Percorra com o dedo toda a gengiva, por baixo da língua, céu da boca, língua;

- Coloque a língua para fora da boca e segurando com uma gaze, palpe e observe se existe alguma alteração;

- Repita o passo anterior mas agora com a língua encostada ao céu da boca e de seguida puxando-a para o lado direito e esquerdo;

- Examine o pescoço. Compare os lados direito e esquerdo e veja se existem diferenças significativas;

- Palpe ambos os lados do pescoço, veja se existem áreas endurecidas;

- Finalmente, introduza o polegar por baixo do queixo e palpe suavemente todo o seu contorno inferior.

 

 

 

Os passos acima descritos devem ser feitos e incorporados numa rotina de cuidados orais. Embora possam parecer exaustivos e complicados, depois de tentar faze-los, vai perceber que se trata apenas de estar atento a qualquer alteração que surja na sua cavidade oral e comunicar ao seu médico dentista.

Se notar alguma alteração, deve marcar uma consulta de rotina com o seu médico dentista para que este possa avaliar e indicar qual a melhor abordagem terapêutica.

Partilhar no Facebook
Please reload

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White YouTube Icon
  • White LinkedIn Icon

© GanhaSorriso - Serviços Médicos, Lda